ALHEIRA – É comida Portuguesa com certeza.

0
103

Grande patrimônio do norte de Portugal.

Quando chegamos no norte de Portugal, começamos nossa busca natural pelas coisas que mais nos interessam em nossas viagens que são: as tradições, a cultura local, os hábitos simples e a gastronomia. Iniciamos pela cidade do Porto que, por sinal, é linda, muito bem estruturada e é um dos melhores destinos turísticos da Europa.

Na minha opinião, essas são as melhores alheiras de Portugal, pois, são feitas de forma caseira, defumadas com as cinzas das lareiras das aldeias do norte e totalmente caseiras…uma delícia!!!

Tiramos fotos, caminhamos muito, aliás… quero abrir um parêntese aqui e dizer que sempre caminhamos muito nas cidades! Normalmente fazemos uma média de 8 à 10km por dia, pois, além de gostarmos muito de caminhar, acreditamos ser mais assertivo para ver melhor a cidade e encontrar detalhes que de carro você jamais conseguiria ver. O Porto é muito fácil para se deslocar a pé, de metrô ou de ônibus e também é uma cidade muito segura e com um povo simpático e muito hospitaleiro.

Foi justamente nessas andanças que descobrimos muitos cafés, bares transados com música ao vivo, restaurantes grandes e os tradicionais cafés de Portugal. Esses cafés são pequenos restaurantes, em geral de famílias, que servem o que eles chamam de “diárias” ( como o nosso “menu do dia”).

A rica gastronomia portuguesa.

Estando em Porto é muito fácil de perceber quais são as comidas mais comuns a serem oferecidas pelos milhares de restaurantes de rua, cafés e outros lugares que se encontram em toda a parte, tais como: tripas à moda do Porto (semelhante à uma dobradinha ou Callos a la madrileña); arroz de pato (um risoto normal, mas muito saboroso); Pataniscas de bacalhau (como lascas de bacalhau em farinha e ovo, semelhante a um omelete, mas muito bom), sardinhas pitinga com arroz de feijão (este é sensacional! Prato muito simples, mas muito gostoso. São sardinhas pequenas, fritas, sequinhas e crocantes para se comer inteira, com cabeça e tudo. Acompanha um arroz bem molhadinho, quase uma sopinha, que já vem misturado ao feijão e… bem o último acompanhamento vocês terão que descobrir, pois é uma surpresa à parte! kkkkkk), não esqueçam de colocar um bom azeite e piri-piri!! Tomem cuidado, essa ultima sugestão é para quem gosta, pois, é um molho concentrado de pimenta malagueta, sendo que tem alguns que são “de matar”! É muito bom tudo junto nesse acompanhamento.

Os presuntos, chouriços e demais enchidos das aldeias do norte de Portugal são realmente um espetáculo à parte nesta rica e saborosa gastronomia.

Como descobrimos a Alheira!

Dando continuidade às nossas andanças pelas ruas do Porto, percebemos que em todos os restaurantes de rua tinha um tipo de prato típico que nos chamou muito a atenção, não pela beleza, aroma ou algo assim, mas sim pelo nome: ALHEIRA COM OVO. Em geral elas são servidas assim: um ovo frito bem vistoso em cima dela, acompanhada de salada, arroz e fritas. Confesso que não é nossa combinação predileta, mas víamos muito esse prato sendo divulgado e pedido também. Ficávamos intrigados pensando: como eles comem isso??? (risos). Achávamos que era um embutido (um enchido, como eles chamam lá!!!) à base de muuuitoo alho e sei lá mais o quê.

Queijos e embutidos portugueses caseiros, nada mal para quem gosta do verdadeiro sabor natural.

Até que em um belo dia, numa linda tarde de sol, minha esposa (muito bem incentivada por mim) resolveu experimentar e fechou o cardápio com bastante determinação. Plenamente dona de si, chamou o garçom e pediu “por favor senhor, uma alheira com ovo, mas pode trocar as batatas fritas por batatas ao murro?” (pequenas batatas inteiras, com casca, assadas ao forno com alho crocante e azeite de oliva). Prontamente e com muita simpatia o garçom concordou e então a sorte estava lançada…

Alheiras de Mirandela, são as mais famosas, saborosas e procuradas do país.

Ficamos na mesa rindo e tentando adivinhar como seria isso. Para nossa surpresa (e constatação total da nossa plena ignorância) a alheira não era nada do que imaginávamos! Era uma espécie de linguiça, salsicha ou chouriço (sei lá!) muito macia e cremosa, grelhada na chapa e simplesmente  S A B O R O S Í S S I M A,  com um sabor inigualável e que jamais tínhamos provado, sendo impossível de fazer qualquer tipo de comparação explicativa!

A antiga e curiosa história da Alheira.

A Alheira é algo tão antigo e tradicional na historia de Portugal que além de fazer parte da cultura de todo o país, sobre tudo do norte, remonta á época da Inquisição Católica.
Há muitas histórias sobre a Alheira, muitos conflitos e discordâncias sobre a sua verdadeira origem, mas muitos portugueses antigos afirmam que foram os judeus que a criaram como uma forma de escapar da inquisição que os perseguiam e também para mostrarem, principalmente aos vizinhos, que eles já tinham se convertido ao cristianismo, que eram então cristãos novos.

Os judeus aparentemente “recém convertidos ao cristianismo” para se alimentar faziam, entre outras coisas, um tipo de embutido como um chouriço e colocavam para defumar. Como fazer embutidos sempre foi uma tradição em Portugal (país muito católico), para os judeus, conhecidos na época como cristãos novos, fazer esse tipo de prática induziam todos a crerem que eles comiam carne de porco, pois, desde sempre os embutidos são enchidos com carne de porco e os judeus, por força da religião original deles, não comem este tipo de carne. Então, como alternativa, eles as enchiam com outras carnes que não as de porco. Faziam por exemplo, com carne de frango e outras caças, misturavam com pão, temperos etc. Com isso, todos à sua volta achavam que eles não seguiam mais sua própria religião. Era constantemente um risco muito grande para os judeus serem denunciados.

Não podemos dar isso como a única versão, porque, como disse, há muita controvérsia, mas ouvi essa versão de algumas pessoas com as quais conversamos e acho que devemos dar o devido crédito.

Eleita uma das 7 maravilhas gastronômicas de Pórtugal!

Agora… uma coisa é certa: a origem desta delícia de embutido é mesmo da região de Trás-os-montes, norte de Portugal, e é com essa afirmação abrimos uma breve discussão para mais uma controvérsia sobre essa iguaria que foi eleita uma das 7 maravilhas gastronômicas do país!

 

Presuntos, pertences de porco salgados e ao vinhas d’alho, Bacon caseiro, chouriços diversos e alheiras, várias alheiras.

Apesar de ter sua origem na região norte, a alheira não é originária da cidade transmontana de Mirandela. Ela teve origem em outras cidades da região, mas inicialmente a sua comercialização mais constante foi fortemente disseminada para os grandes compradores de outros centros, a partir da implantação da estação da linha ferroviária do Rio Tua que tinha seu destino final a cidade de Mirandela. Nesta cidade os pequenos produtores se juntavam para escoar sua produção artesanal e, com isso, a alheira mais famosa e conhecida entre todas é a de Mirandela! Ela se notabilizou mundialmente por conta desta especialidade de embutido e toda esta conjunção de fatores.

A fama foi tão consistente, que atualmente em Portugal só existem 2 tipos de alheiras, sendo a “ALHEIRA DE MIRANDELA”, a única que pode ser chamada assim, pois possui o selo de certificação IGP (indicação geográfica protegida), conferido em 2016 e as demais, que são apenas concorrentes de mercado.

Não é muito fácil se achar uma alheira realmente diferenciada… como tudo, tipos de alimentos que ganham vasta produção industrial ficam meio que “pasteurizados”, tendo mais ou menos o mesmo sabor, ou com pouquíssima diferença, mas eu tenho um conselho que vocês deveriam seguir.

Indiscutivelmente as melhores alheiras que se pode provar são as artesanais. Aquelas feitas nas aldeias, defumadas nas casas de pedras, acima das lareiras de lenha cortadas no braço e muitas vezes transportadas pelas próprias senhoras que as preparam.

Não existe melhor acompanhamento para uma boa alheira, do que um bom vinho português!

No norte de Portugal há muitas aldeias que ainda mantem muita produção artesanal e caseira. Nelas se produz de tudo: chouriços, calabresas, salames, presuntos, muitas coisas deliciosas! É um paraíso gastronômico e uma alegria ao paladar, sem a necessidade de pagar mais caro por isso… muito pelo contrario. Eu pesquiso muito, converso com um e com outro da região, procuro o caminho das pedras e sempre busco comprar em feiras livres, com indicação. Normalmente as feiras são semanais e montadas nas vilas próximas das aldeias. Vale a pena conferir!

Queijos portugueses de cabra, vaca, ovelha e misto. Tem com pimenta, ervas finas e os amanteigados que são os meus preferidos.
Salames, salpicão e linguiças.

Já comprei e experimentei vários tipos de alheiras: tem de frango, de caça, de porco, misturada com vários tipos de carnes diferentes, coelho, porco preto, carneiro etc… são muitas as variedades e agora já se tem até alheiras até de bacalhau! É bom também, bem diferente, mas pra mim foge muito à tradição.

O segredo das melhores Alheiras!

O segredo do sabor inigualável das alheiras está no equilíbrio da quantidade de carnes cozidas e defumadas, do caldo, do vinho e dos temperos, com a quantidade de pão adicionado ao processo, pois é justamente este perfeito equilíbrio desses ingredientes que dará à alheira o sabor e a cremosidade diferenciada.

Na região norte de Portugal sobre tudo no Minho, são feitos os mais deliciosos embutidos de todo o país.

Bom, se vocês pensaram que nós esquecemos de dar o resultado final da nossa primeira experiência na degustação do prato de Alheira com ovo frito e batatas ao murro pedido pela minha esposa, lamentamos muito, mas vocês erraram!!! Risos
Foi uma surpresa totalmente fora do comum. Tivemos muita sorte em começar por uma alheira de excelente qualidade e foi muito bom, eu gostei muito, mas minha esposa ficou tão apaixonada que eu poderia dizer até dependente (risos). Depois que saímos do restaurante já tínhamos dado como certo que o próximo almoço seria alheira novamente e assim foi feito. Voltamos a comer alheira por pelo menos uns 3 dias consecutivos (risos).

Conheça e prove todos os embutidos (Enchidos) que são feitos pelos portugueses, eles são especialistas nisso e cada dia nos surpreendemos mais com o sabor diferenciado dessas delícias.

Não deixem de provar para tirarem suas próprias conclusões! Adoraremos saber o que acharam do prato. Se você também já comeu, deixe aqui um comentário contando a sua experiência!

Grande abraço a todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here